2 de jun de 2014

ME OLHE!

MÃE!


Está mais para irmã do que mãe... mas enfim...

Mãe, olhe bem dentro dos meus olhos, mas por favor, só dessa vez não me veja quando olhares; veja dentro dos meus olhos e procure ver-te a ti mesmo, ver o quanto tens sido uma pessoa pequena diante das tuas potencialidades esquecidas...Olhe nos meus olhos, e veja como somos diferentes e como ao mesmo tempo somos tão parecidas, olhe as nossas particularidades, como somos pequenas, falhas, finitas e, portanto, iguais. Nos meus olhos, procure ver um pedido de socorro, um pedido de ajuda, um pedido de paz, por favor...por favor... Me veja mãe...entretanto, me veja com outros olhos. Nos meus olhos, veja todas as chances de sermos melhores, juntas, unidas as nossas faltas às nossas potencialidades.  Por conseguinte, já dizia o pensador do google que "recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é tentar renovar as esperanças na vida e, o mais importante, acreditar em você de novo" e eu complemento a frase...que recomeçar é acreditar mais uma vez na gente e nas pessoas que gostamos...


..."If stupid poem could fix this home I'd read it everyday". - Blink 182.