13 de jul de 2013

Férias da faculdade: Sexta á noite


Já era tempo. Tempo e respirar novos ares. Voltar a fazer o que eu gosto. Trabalhar com a prática do Direito.

Mês que vem estarei estagiano no Tribunal de Justiça. Trabalhar no gabinete da Juíza Criminal.

Passei três anos a minha vida acadêmica trabalhando na área Cível, chegou a hora de experimentar outra área. Uma boa chance de aprimorar meus conhecimentos e também ótimo para o meu currículo.

Mas antes, estou dando uma estudada no Direito Penal e o Processo Penal.

Acho bacana compartilhar o que estou olhando nessa madrugada de sexta feira, com o propósito de revelar um outro lado do estado de consciência da nossa sociedade, e diga-se de passagem, o qual não é a regra. Infelizmente a regra geral é a ideia de que o preso tem que sofrer, tem que passar trabalho.

https://www.facebook.com/sidinei.brzuska/photos_albums

http://www.amornocarcere.blogspot.com.br/2012/12/nada-prende-mais-que-um-carinho.html

http://www.youtube.com/watch?v=qVC6WCQskmE&feature=c4-overview&playnext=1&list=TLY-oNcf2HZq8

http://direitonocarcere.blogspot.com.br/2012/09/a-cultura-que-deveria-haver-por-tras.html

https://www.facebook.com/maria.esperanca.167/friends
_



De: Etiane Rodrigues

Para: Maria Esperança

Olá Caroline, parabéns pelo seu lado Maria, adorei você ter usado o seu pseudônimo fara se expressar, e dessa maneira, se preservar. porque no fim.. você é tanto a Maria Esperança do que a própria Caroline Duarte, é nela que você busca forças para suportar seus momentos difíceis.. meus parabéns. Você é um pouco do que eu busco. Tanta determinação, tanta coragem e garra em uma pessoa só. Deve ser extremamente difícil passar pelo que você passou e passa. E ainda corre o risco de que tudo volte a ser como era antes..antes dele ser preso. Você tem que ter a consciência de que você aposta alto em alguém. És uma baita mulher. E espero que seja valorizada, a cada dia, porque você é especial, forte e perseverante. E espero que ele saiba reconhecer tudo que você fez a ele.

Bom, ainda há o que se aproveitar no facebook, fico feliz de ter me deparado com o perfil da Maria Esperança aqui. Me ensinaste um outro lado do estado de consciência da nossa sociedade, e diga-se de passagem, o qual não é a regra. Infelizmente a regra geral é a ideia de que o preso tem que sofrer, tem que passar trabalho.

Obrigada por ter compartilhado um pouco de você, e ter me dado uma aula de Direito Humanos.. e agora que foi deferido a tornozeleira ao seu marido..não deixe de compartilhar esse novo ciclo a todas as pessoas que te acompanharam.