12 de set de 2014

os dias...

É difícil. É desgastante. É a vida. Nós escolhemos o nosso caminho. Você recém acompanhou o procedimento de eutanásia de sua cadela de 15 anos. A outra, também de 15 anos, também está morrendo. A única pessoa que te dá paz viajou. Problemas e mais problemas...Mas é a sua vida. É você e o seu sonho. É a meta que você traçou.

Seu corpo pede distração, implora por uma cama. A sua mente exige a CLT, implora por concentração, foco nos estudos. Sua alma quer chorar e chorar... E você? Quer sair correndo...quer ouvir o som do mar e se sentir em paz, se sentir segura. Sua mente pede outro café e uma história pra vida toda. A batalha está no final...uma caminhada longa, cansativa. Já foram tantos degraus. Sua vida está cansada.

Você não compreende as coisas ao seu redor. Entretanto, enxerga o topo da caminhada. Não sabe do dia de amanhã, mas sabe que será melhor do que o dia de ontem.  Muitos sabem o que devem fazer, poucos fazem o que deve ser feito. Executar seus sonhos não é uma tarefa fácil, não é, e todos sabem.

É você contra você mesmo. Contra o seu medo do agora e o medo do dia de amanhã. O tempo não lhe obedece. Seu rosto é triste, você respira angustias. O corpo já chegou no limite, e você insiste em prosseguir. Em tentar esquecer a dor da infecção nos rins, a dor da cólica, a dor de cabeça, a dor no estômago, a dor da infecção urinária, a dor da perda, e luta para se concentrar. Você repete para si mesmo constantemente que o seu corpo tem que estar em harmonia com a sua mente, mas não sabe como fazer isso. É a sua luta. É a sua dor. É o universo testando a sua perseverança.